Alexandre de Moraes arquiva notícia-crime contra Salles por querer "passar a boiada"

Ministro do STF Alexandre de Moraes acatou parecer da PGR e arquivou uma notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que afirmou que o governo deveria aproveitar a pandemia para “passar a boiada” na legislação ambiental

Alexandre de Moraes e Ricardo Salles
Alexandre de Moraes e Ricardo Salles (Foto: Nelson Jr./SCO/STF | Lula Marques)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou o arquivamento de uma notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que em uma reunião ministerial do dia 22 de abril disse que o governo deveria aproveitar a pandemia do novo coronavírus para “passar a boiada” na legislação ambiental. A decisão atende a um parecer do procurador-geral da República, Augusto Aras.

A notícia-crime, de autoria dos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Fabiano Contarato (Rede-ES) e dos deputados federais Joênia Wapichana (Rede-RR) e Alessandro Molon (PSB-RJ), apontava que Salles teria incorrido nos crimes de prevaricação, responsabilidade e advocacia administrativa. 

“Assim, tendo o Ministério Público se manifestado pelo negativa de seguimento à petição, notadamente em razão da ausência de indícios mínimos da ocorrência de ilícito penal, determino o arquivamento desta notícia-crime”, diz trecho da decisão do ministro Alexandre de Moraes conforme reportagem do blog do jornalista Fausto Macedo

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247