Aloizio Mercadante: chegou a hora da virada

Em comentário feito na quarta-feira histórica que reuniu milhares de manifestantes em Brasília para o registro da candidatura de Lula no TSE, o ex-ministro Aloizio Mercadante afirmou que escolher Lula presidente será uma forma de desobediência civil da sociedade perante o Estado de exceção; "Nos próximos dois meses, vamos fazer o maior processo de desobediência civil da história, a rebelião será votar 13 nas urnas", anuncia; assista

Aloizio Mercadante: chegou a hora da virada
Aloizio Mercadante: chegou a hora da virada (Foto: Editora 247)

TV 247 - O programa Brasil Primeiro da última quarta-feira (15) teve como tema principal a análise do ex-ministro Aloizio Mercadante sobre o registro da candidatura do ex-presidente Lula no TSE, em Brasília, contando com o apoio de uma grande marcha, com dezenas de milhares de manifestantes, que reivindicou a liberdade de Lula e o seu direito de ser candidato.

Na opinião de Mercadante, escolher Lula presidente será uma forma de desobediência civil da sociedade perante o Estado de exceção. "A rebelião nesse País será votar 13", ressalta.

O ex-ministro afirma que Lula resiste bravamente e, atualmente, é o único político que consegue tocar no coração das pessoas. "Teve companheiro do MST que andou 50 quilômetros até Brasília para registrar a candidatura de Lula, isto é muito simbólico", comenta, citando a marcha que saiu de três pontos diferentes no Distrito Federal e se uniu na capital federal na véspera do registro.

O ex-chefe da Casa Civil e ex-ministro da Educação apresenta números que asseguram que a candidatura de Lula é juridicamente possível. "Dois mil candidatos condenados em segunda instância disputaram as eleições, 145 prefeitos foram eleitos nestas condições, 98 deles conseguiram reverter a decisão do juízo e seguiram com o mandato", expõe.

Lula: coragem e teimosia 

Apesar de toda a perseguição, Mercadante diz que Lula não desistirá da luta e devolverá o Brasil para seu povo. "Como dona Lindu, mãe de Lula, sempre dizia: a gente tem que teimar sempre", relembra. 

"A história já colocou Lula em seu lugar, que é ao lado de Nelson Mandela, Mahatma Gandhi, Martin Luther King. Nos próximos dois meses, vamos fazer o maior processo de desobediência civil da história, a rebelião será votar 13 nas urnas", conclui. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Brasil Primeiro:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247