Altman: STF somente libertará Lula se o povo colocar uma faca no pescoço dos ministros

O jornalista Breno Altman considera o fato do STF ter barrado a decisão da juíza Carolina Lebbos, que determinou a ida de Lula para uma penitenciária, uma “vitória do campo progressista”, mas alerta que a chave para libertação do ex-presidente passa pela pressão do campo popular. “O STF somente libertará Lula se o povo colocar uma faca no pescoço dos ministros"; assista

(Foto: 247 | Ricardo Stuckert)

247 - O jornalista Breno Altman, em análise à tv 247, considera o fato do STF ter barrado a decisão da juíza Carolina Lebbos, que determinou a ida de Lula para uma penitenciária, uma “vitória do campo progressista”, mas alerta que a chave para libertação do ex-presidente passa pela pressão do campo popular. “O STF somente libertará Lula se o povo colocar uma faca no pescoço dos ministros da Suprema Corte”, avalia. 

O jornalista constata que “a operação Lava Jato, que continua sob comando de Sergio Moro,  tentou armar uma contra-ofensiva, pois se sentiu nas cordas com as revelações da Vaza Jato e com a perda da opinião pública”. “A operação tentou usar Lula como alvo”, acusa. 

No entanto, o jornalista observa que “a ação foi tão truculenta, que até setores da direita foram jogados contra a decisão da juíza da 13 vara” . “A juíza Carolina Lebbos deu um tiro no pé da Operação Lava Jato”, diz ele. 

“A Lava Jato vive sua fase decadente. Ela sangra com conta gotas e já não tem mais o mesmo apoio da opinião pública, das instituições, e até mesmo da mídia”, acrescenta. 

Altman aponta que “Moro se acha no direito de pairar sobre as instituiçõe,s de maneira repressiva, mas que ontem sofreu um baque”. “Tal fato abre um cenário mais difícil  para a coalizão jurídico, policial e midiática que Moro constrói desde 2014”, aponta o jornalista. 

Apesar da vitória do campo democrático, o jornalista enfatiza que “uma coisa é a frente formada contra a decisão de Lebbos, outra é a liberdade do ex-presidente, que teria uma incidência enorme no cenário político do País”. 

Inscreva-se na TV 247 e assista: 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247