Alvo de ataques de Bolsonaro, presidente da OAB defende uso medicinal na maconha

Alvo de ataques de Jair Bolsonaro, o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, pode protagonizar um outro embate com o presidente. No dia 18 de setembro, o conselho técnico da OAB vai discutir a liberação do uso medicinal da maconha, que está em discussão na Anvisa

Felipe Santa Cruz e Jair Bolsonaro
Felipe Santa Cruz e Jair Bolsonaro (Foto: ABr | Reuters)

247 - Alvo de ataques de Jair Bolsonaro, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, pode protagonizar um outro embate com o presidente. No dia 18 de setembro, o conselho técnico da OAB vai discutir a liberação do uso medicinal da maconha, que está em discussão na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Entre os convidados para falar sobre o tema estão o presidente da Agência, Willian Dib, e a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber. A informação é do jornal O Globo.

Após o debate na área técnica, o tema será discutido no Conselho Federal da OAB, que irá se posicionar publicamente sobre a questão. Santa Cruz já adiantou à coluna que é favorável à legalização.

— Tenho opinião favorável sobre esse tema. Ainda mais depois do relato de uma amiga que me contou como a vida do filho melhorou muito após o uso medicinal da planta. Ele tinha várias convulsões por dia que diminuíram com o tratamento. Ela me disse que seu filho dela voltou ter alegria em viver. — disse Santa Cruz.

O organizador do debate e membro da comissão de assuntos regulatórios da Ordem, Rodrigo Mesquita, também defendeu a legalização.

— Pessoas que sofrem de diversas doenças em cujo tratamento a cannabis já se mostrou eficaz devem ter garantido o acesso à saúde promovida pelo uso medicinal dessa planta. É isso que os tribunais brasileiros têm corretamente decidido e é por isso que a Anvisa, que possui competência técnica e legal para tanto, está discutindo a regulação da cannabis medicinal com a sociedade. — disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247