Alvos da Odebrecht pedem fim de inquéritos ao STF

Cinco parlamentares citados na delação da Odebrecht pediram ao STF o arquivamento de inquéritos, após a Corte arquivar, no mês passado, investigações, contrariando a PGR; são eles: os senadores do PSDB José Serra (SP), Cássio Cunha Lima (PB) e Dalírio Beber (SC), o deputado Rodrigo Garcia (DEM-SP) e o ministro Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), senador afastado

Alvos da Odebrecht pedem fim de inquéritos ao STF
Alvos da Odebrecht pedem fim de inquéritos ao STF (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

247 - Cinco parlamentares citados na delação da Odebrecht pediram ao Supremo Tribunal Federal o arquivamento de inquéritos, após a Corte arquivar, no mês passado, investigações, contrariando a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Já protocolaram pedido de arquivamento alegando falta de provas os senadores do PSDB José Serra (SP), Cássio Cunha Lima (PB) e Dalírio Beber (SC), o deputado Rodrigo Garcia (DEM-SP) e o ministro Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), senador afastado. Eles pedem aos ministros Gilmar Mendes e Rosa Weber, relatores dos casos no Supremo, e também argumenta haver fragilidade nas delações e excesso de prazo.

Um ministro do STF afirmou em reserva as recentes decisões chamam atenção para a "fragilidade" do acordo da empreiteira, de acordo com relatos do blog do Fausto Macedo.

Procuradores e delegados da Polícia Federal que atuam na Lava Jato veem as decisões do arquivamento como motivo de preocupação. "Se o Judiciário abre a hipótese de arquivamento sem pedido do Ministério Público, é natural que cada uma das defesas entre com pedido semelhante", afirmou o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti.

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247