Andrade pode ter repassado R$ 231 mi em propinas

Investigações da Lava Jato indicam que a Andrade Gutierrez, repassou mais de R$ 231 milhões para empresas suspeitas e de fachada; mais da metade desses pagamentos tiveram como destinatário empresas ligadas a Adir Assad; só a Legend Engenheiros Associados recebeu R$ 125,8 milhões entre 2006 e 2012; parte deles foram relacionados a três importantes obras do Governo de São Paulo, durante as gestões dos tucanos José Serra (2007-2010) e Alberto Goldman (2010)

Investigações da Lava Jato indicam que a Andrade Gutierrez, repassou mais de R$ 231 milhões para empresas suspeitas e de fachada; mais da metade desses pagamentos tiveram como destinatário empresas ligadas a Adir Assad; só a Legend Engenheiros Associados recebeu R$ 125,8 milhões entre 2006 e 2012; parte deles foram relacionados a três importantes obras do Governo de São Paulo, durante as gestões dos tucanos José Serra (2007-2010) e Alberto Goldman (2010)
Investigações da Lava Jato indicam que a Andrade Gutierrez, repassou mais de R$ 231 milhões para empresas suspeitas e de fachada; mais da metade desses pagamentos tiveram como destinatário empresas ligadas a Adir Assad; só a Legend Engenheiros Associados recebeu R$ 125,8 milhões entre 2006 e 2012; parte deles foram relacionados a três importantes obras do Governo de São Paulo, durante as gestões dos tucanos José Serra (2007-2010) e Alberto Goldman (2010) (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Investigações da Lava Jato indicam que a Andrade Gutierrez, repassou mais de R$ 231 milhões para empresas suspeitas e de fachada. Algumas delas já foram identificadas pela Justiça Federal como meio de pagamento de propinas no esquema de corrupção instalado na Petrobras entre 2004 e 2014.

As transações envolvem obras que vão desde o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), já investigado na Lava Jato, um porto privado em Santos e as obras do BRT Transcarioca, um dos empreendimentos do Rio para as Olimpíadas deste ano.

Mais da metade desses repasses tiveram como destinatário empresas de fachada ligadas a Adir Assad. Só a Legend Engenheiros Associados recebeu R$ 125,8 milhões da Andrade entre 2006 e 2012.

Documentos contábeis da Andrade apontam pagamentos para Assad relacionados a três importantes obras do Governo de São Paulo, durante as gestões dos tucanos José Serra (2007-2010) e Alberto Goldman (2010).

Ao todo, a Andrade e o consórcios dos quais ela participa ligados às obras da Linha 2 – Verde do Metrô de São Paulo, ao Rodoanel Mário Covas e ao Complexo Viário Jacú-Pêssego pagaram R$ 45 milhões entre março de 2008 e setembro de 2010 para a Legend Engenheiros Associados e SP Terraplenagem.

Assada já foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro, em 2015, a 9 anos e 10 meses de prisão por lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Leia aqui reportagem de Mateus Coutinho sobre o assunto.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247