André Constantine: não temos governo, estamos à deriva, em especial nos territórios de favela

Ativista de movimentos de favela, André Constantine alerta para o cenário de “deriva”, em especial nas regiões mais vulneráveis do país, com um “miliciano governando o Brasil” e seu descaso no combate à pandemia. Assista

André Constantine
André Constantine (Foto: Ederson Casartelli)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ativista de movimentos de favela, André Constantine alerta, em participação na TV 247, para o cenário de “deriva” em que estão hoje as regiões mais vulneráveis do país, como as favelas, diante do governo Bolsonaro e meio à pandemia do coronavírus. 

"Em plena pandemia, em uma crise sanitária sem precedentes, o Brasil encontra-se sem ministro da Saúde para conter o avanço da Covid-19. Ao mesmo tempo temos na presidência um sociopata, um bandido, um miliciano”, diz ele.

Constantine ressalta que Bolsonaro “não toma uma medida sequer para reverter a pandemia” e que ele “desinforma a população, divulga que tomou cloroquina e melhorou”. “É mais uma ação genocida, induzido a população a tomar uma medicação sem eficácia médica”, alerta. 

O ativista ainda aponta em sua análise que “Bolsonaro comete crimes contra a humanidade e tem que ser levado aos tribunais internacionais por suas ações”. 

Inscreva-se na TV 247 e confira sua análise completa: 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email