Antes de ser preso, Cunha disse estar disposto a entregar “traidores”

Ex-deputado Eduardo Cunha teria dito a amigos, um dia antes de ser preso pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato, estar disposto a entregar todos os "traidores" que teriam participado de alguma forma dos esquemas de corrupção e desvios em contratos na Petrobras; expectativa é que Cunha comece a delatar os "traidores" já em seu primeiro depoimento

Ex-deputado Eduardo Cunha teria dito a amigos, um dia antes de ser preso pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato, estar disposto a entregar todos os "traidores" que teriam participado de alguma forma dos esquemas de corrupção e desvios em contratos na Petrobras; expectativa é que Cunha comece a delatar os "traidores" já em seu primeiro depoimento
Ex-deputado Eduardo Cunha teria dito a amigos, um dia antes de ser preso pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato, estar disposto a entregar todos os "traidores" que teriam participado de alguma forma dos esquemas de corrupção e desvios em contratos na Petrobras; expectativa é que Cunha comece a delatar os "traidores" já em seu primeiro depoimento (Foto: Paulo Emílio)

247 - O ex-deputado Eduardo Cunha teria dito a amigos que estava disposto a entregar todos os "traidores" que teriam participado de alguma forma dos esquemas de corrupção e desvios em contratos na Petrobras que são investigados pela Operação Lava Jato e que o abandonaram por ocasião da votação pela perda do seu mandato.

A intenção, segundo a coluna Expresso, da Revista Época, teria sido feita um dia ates de Cunha ser preso preventivamente nesta quarta-feira 19 pela Polícia Federal por determinação do juiz federal Sérgio Moro. A expectativa é que Cunha comece a delatar os "traidores" já em seu primeiro depoimento.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247