Antes de Wizard desistir de cargo na Saúde, Bolsonaro pediu 'dossiê' sobre relação dele com Doria

Jair Bolsonaro não chegou a vetar a nomeação do empresário Carlos Wizard para um cargo no ministério da Saúde, mas ficou indignado com a sequência de entrevistas dele à imprensa

Jair Bolsonaro, João Doria e Carlos Wizard
Jair Bolsonaro, João Doria e Carlos Wizard (Foto: Marcos Corrêa/PR | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro solicitou uma espécie de dossiê sobre a relação do empresário Carlos Wizard com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), potencial adversário do ocupante do Planalto na eleição de 2022. O chefe do Executivo não chegou a vetar a nomeação do empresário para um cargo no ministério da Saúde, mas ficou indignado com a sequência de entrevistas dele à imprensa. 

No dia 13 de abril, o empresário elogiou as ações do tucano para o enfretamento do coronavírus. "O Brasil precisa de um gestor como o governador de São Paulo, João Doria", afirmou. De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, esta mensagem foi repassada a Bolsonaro junto com outras que evidenciavam a proximidade de Wizard com o governador. O empresário chegou a se filiar ao PSDB a pedido de Doria, mas depois se desligou.

O empresário também havia dado "sinal verde" para recontagem dos mortos pela covid-19 sob o argumento de que haveria irregularidades nas informações. "Peço desculpas por qualquer ato ou declaração de minha autoria que tenha sido interpretada como desrespeito aos familiares das vítimas da covid-19 ou profissionais de saúde que assumiram a nobre missão de salvar vidas", afirmou, em nota.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247