Anvisa suspende autorização de importação da Covaxin

A medida vem após o laboratório indiano Bharat Biotech afirmar que a Precisa Medicamentos não tem mais autorização para negociar vacinas em seu nome

Anvisa suspendeu importação e estudos clínicos e encerrou o pedido de uso emergencial da Covaxin
Anvisa suspendeu importação e estudos clínicos e encerrou o pedido de uso emergencial da Covaxin (Foto: REUTERS/Adnan Abidi | Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu, nesta terça-feira (27), em votação unânime pela direção colegiada, suspender a autorização de importação da vacina indiana Covaxin. A informação é da coluna Radar, na Veja. 

A medida vem após o laboratório indiano Bharat Biotech, que desenvolveu o imunizante, extinguir, na última sexta-feira (23), o contrato com a Precisa Medicamentos, diante das denúncias de corrupção envolvendo a empresa.

Na CPI da Covid, o deputado Luis Miranda (DEM-DF) levantou suspeitas de superfaturamento na contratação da Covaxin pelo Ministério da Saúde. 

PUBLICIDADE

A Anvisa avalia que os fatos apurados até então pela CPI poderiam impactar conclusões da agência com relação "aos aspectos de qualidade, segurança e eficácia da vacina a ser utilizada na população".

No sábado (25), a agência encerrou o pedido de uso emergencial da Covaxin no Brasil. Estudos clínicos com o imunizante também foram suspensos. 

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email