Ao lado de Bolsonaro, Fux diz que a "racionalidade vencerá o obscurantismo”

Em cerimônia de abertura do Ano Jurídico de 2021, o presidente do STF, ministro Luiz Fux, afirmou não ter dúvidas "de que a ciência, que agora conta com a tão almejada vacina, vencerá o vírus, a prudência vencerá a perturbação, e a racionalidade vencerá o obscurantismo”.

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Supremo Tribunal Federa (STF), ministro Luiz Fux, criticou nesta segunda-feira (1), durante cerimônia de abertura do Ano Jurídico de 2021, o discurso negacionista do bolsonarismo ao afirmar que a "racionalidade vencerá o obscurantismo”. A sessão contou com a presença de Jair Bolsonaro e do presidente do Congresso, Davi Alcolumbre. 

Antes de iniciar o discurso, Fux pediu um minuto de silêncio para homenagear as mais de 220 mais de 200 mil vítimas de Covid-19  e logo após afirmou não ter dúvidas "de que a ciência, que agora conta com a tão almejada vacina, vencerá o vírus, a prudência vencerá a perturbação, e a racionalidade vencerá o obscurantismo”.  

Segundo reportagem do G1, o ministro também criticou o que chamou de “vozes isoladas” do negacionismo científico. “Não devemos ouvir as vozes isoladas, algumas inclusive no âmbito do Poder Judiciário — confesso, fiquei estarrecido com o pronunciamento de um presidente de TJ minimizando as dores desse flagelo —, pessoas que abusam da liberdade de expressão para propagar ódio, desprezam as vítimas e desprezam de forma, através do negacionismo científico, o problema grave que vivemos. É tempo de valorizarmos as vozes ponderadas, confiantes e criativas que laboram diuturnamente, nas esferas pública e privada, para juntos vencermos essa batalha”, destacou.  

Ele também rebateu a declaração feita por Bolsonaro de que foi impedido pela Justiça de implantar determinadas ações de enfrentamento à pandemia por imposição do Poder Judiciário. “Em meio à pandemia, o STF fez escolhas corretas para preservação da Constituição e da democracia, impondo responsabilidades a todos os entes federativos, em prol da sociedade brasileira", disse Fux. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email