Ao lado de FHC, Barroso condena impeachment

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, afirmou nesta segunda (17) que o país não pode trocar seu "patrimônio institucional" apenas para realizar o impeachment da mandatária do país; "Nós precisamos ter o cuidado no Brasil de não trocar o nosso patrimônio institucional para abreviar o tempo de um governo que se tornou impopular", disse Barroso, durante palestra no Instituto Fernando Henrique Cardoso; "O varejo da política não pode derrotar as instituições", completou o magistrado, ao lado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, afirmou nesta segunda (17) que o país não pode trocar seu "patrimônio institucional" apenas para realizar o impeachment da mandatária do país; "Nós precisamos ter o cuidado no Brasil de não trocar o nosso patrimônio institucional para abreviar o tempo de um governo que se tornou impopular", disse Barroso, durante palestra no Instituto Fernando Henrique Cardoso; "O varejo da política não pode derrotar as instituições", completou o magistrado, ao lado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso
O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, afirmou nesta segunda (17) que o país não pode trocar seu "patrimônio institucional" apenas para realizar o impeachment da mandatária do país; "Nós precisamos ter o cuidado no Brasil de não trocar o nosso patrimônio institucional para abreviar o tempo de um governo que se tornou impopular", disse Barroso, durante palestra no Instituto Fernando Henrique Cardoso; "O varejo da política não pode derrotar as instituições", completou o magistrado, ao lado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Responsável pela decisão que obriga a votação das contas da presidente Dilma Rousseff pelo Congresso Nacional, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, afirmou nesta segunda-feira (17) que o país não pode trocar seu "patrimônio institucional" apenas para realizar o impeachment da mandatária do país.

"Nós precisamos ter o cuidado no Brasil de não trocar o nosso patrimônio institucional para abreviar o tempo de um governo que se tornou impopular", disse Barroso, durante palestra no Instituto Fernando Henrique Cardoso, em São Paulo. "O varejo da política não pode derrotar as instituições", completou o magistrado, ao lado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Na palestra, Barroso ponderou, entretanto, que o impeachment não é hipótese descartada. "Claro que, se houver alguma coisa que institucionalmente permita a mudança, a vida seguirá o seu curso", disse. O ministro justificou sua fala ao dizer que "os ministros do Supremo são garantidores da Constitucional e, portanto, das instituições".

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email