Ao suspender juiz das garantias, Fux irrita Toffoli

Ao decidir suspender o juiz das garantias por tempo indeterminado, o ministro Luiz Fux, no comando do plantão do STF (Supremo Tribunal Federal), irritou o presidente da corte, ministro Dias Toffoli. Ficou explicitada uma luta pelo poder no Supremo. Fux assume a presidência do STF em setembro.

Luiz Fux e Dias Toffoli
Luiz Fux e Dias Toffoli (Foto: Esq.: José Cruz-ABR / Dir.: Marcelo Camargo-ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A decisão do ministro do STF de suspender o juiz das garantias por tempo indeterminado, reformando ato do presidente da corte, Dias Toffoli, está sendo interpretada nos meios jurídicos como um episódio da luta pelo poder no Supremo. 

Fux, relator dos casos no Tribunal, tinha indicado a Toffoli que gostaria que ele esperasse pelo seu retorno à corte no recesso do Judiciário para decidir sobre o tema. A decisão de suspender o juiz das garantias foi um revide de Fux ao fato de Toffoli ter se antecipado, ao prorrogar em 6 meses o prazo para implantar o juiz das garantias, informa o Painel da Folha de São Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247