Após ação do MPF, Salles revoga ato que anistiava desmatadores da Mata Atlântica

O ato do ministério do Meio Ambiente, comandado por Ricardo Salles, também regularizava invasões no bioma até julho de 2008

Ricardo Salles e desmatamento da Mata Atlântica
Ricardo Salles e desmatamento da Mata Atlântica (Foto: Carolina Antunes/PR | Germano Woehl Jr./Instituto Rã-bugio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, revogou um ato da pasta de abril deste ano que, na prática, poderia cancelar infrações ambientais na Mata Atlântica, como desmatamento e queimadas. Também regularizava invasões no bioma até julho de 2008. A revogação foi publicada no "Diário Oficial da União" desta quinta-feira (4).

O Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal entrou com uma ação, na Justiça, maio, para anular o ato. Em São Paulo, o MPF pediu ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) descumprisse o decreto da pasta do Meio Ambiente. 

Entre 2018 e 2019, o desmatamento na Mata Atlântica cresceu 27%, de acordo com relatório divulgado em maio pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email