Após articular golpe, PSDB mente para implantar parlamentarismo

Em post no Twitter oficial do partido, mensagem desinforma a população, de má-fé, sobre o parlamentarismo: "No parlamentarismo, você vota para presidente e para primeiro-ministro"; na verdade, pelo sistema parlamentarista, quem efetivamente governa o país é o primeiro-ministro, escolhido em eleição indireta, com os votos do parlamentares; partido que articulou o golpe contra Dilma Rousseff, por iniciativa de Aécio Neves, agora tenta enfiar o parlamentarismo goela abaixo da população

Em post no Twitter oficial do partido, mensagem desinforma a população, de má-fé, sobre o parlamentarismo: "No parlamentarismo, você vota para presidente e para primeiro-ministro"; na verdade, pelo sistema parlamentarista, quem efetivamente governa o país é o primeiro-ministro, escolhido em eleição indireta, com os votos do parlamentares; partido que articulou o golpe contra Dilma Rousseff, por iniciativa de Aécio Neves, agora tenta enfiar o parlamentarismo goela abaixo da população
Em post no Twitter oficial do partido, mensagem desinforma a população, de má-fé, sobre o parlamentarismo: "No parlamentarismo, você vota para presidente e para primeiro-ministro"; na verdade, pelo sistema parlamentarista, quem efetivamente governa o país é o primeiro-ministro, escolhido em eleição indireta, com os votos do parlamentares; partido que articulou o golpe contra Dilma Rousseff, por iniciativa de Aécio Neves, agora tenta enfiar o parlamentarismo goela abaixo da população (Foto: Charles Nisz)

247 - Por meio de sua conta oficial no Twitter, o PSDB mente e desinforma a população sobre o parlamentarismo. "No parlamentarismo, você vota para presidente e para primeiro-ministro", diz um tuíte.

De má-fé, o texto engana o leitor, pois no parlamentarismo, só há eleição direta para presidente, que é o chefe de Estado, mas não tem poderes de governo. Quem efetivamente governa o país é o primeiro-ministro, escolhido em eleição indireta, com os votos do parlamentares.

O PSDB e outros partidos, sabendo não terem votos para eleger o presidente em 2018, tentam emplacar o parlamentarismo como forma de governo, de modo a impedir a eleição de um candidato do campo progressista.

Partido que articulou o golpe contra a presidente legítima Dilma Rousseff, por iniciativa do senador Aécio Neves (PSDB-MG), derrotado nas eleições de 2014, agora tenta enfiar o parlamentarismo goela abaixo da população, depois de ter perdido quatro eleições presidenciais seguidas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247