Após colocar Moro no ministério, Bolsonaro quer indicar Bretas para corte superior

O juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelos processos em primeira instância da Lava Jato no Rio de Janeiro, poderá ser indicado para um tribunal superior pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL); avaliações nesta direção ganharam força após o senador eleito Flávio Bolsonaro ter se reunido com Bretas na semana passada; Bretas, porém, nega que reunião tenha sido para sondar seu interesse para ocupar uma vaga em alguma corte superior; "Confirmo que foi uma visita de cortesia. Temos vários pontos em comum, como o combate à corrupção", disse Bretas

Após colocar Moro no ministério, Bolsonaro quer indicar Bretas para corte superior
Após colocar Moro no ministério, Bolsonaro quer indicar Bretas para corte superior (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

247 - O juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelos processos em primeira instância da Lava Jato no Rio de Janeiro, poderá ser indicado para um tribunal superior pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). As avaliações nesta direção ganharam força após o senador eleito Flávio Bolsonaro ter se reunido com Bretas na semana passada. O encontro durou cerca de duas horas e teria sido marcado a pedido do senador eleito. Bretas, porém, nega que reunião tenha sido para sondar seu interesse para ocupar uma vaga em alguma corte superior. 

"Não tem nada disso, foi apenas um encontro amistoso. Já ouvi essas especulações (sobre a possibilidade de indicação a um tribunal superior). Mas, não tratamos sobre o tema", afirmou Bretas ao jornal O Globo. "Flávio se colocou à disposição para eventuais sugestões de alterações legislativas", disse."Temos um bom relacionamento. Não foi nada de mais (o encontro). Confirmo que foi uma visita de cortesia. Temos vários pontos em comum, como o combate à corrupção", completou.

Segundo assessores, a reunião teria como objetivo agradecer o apoio dado por Bretas durante a campanha eleitoral a algumas das ideias de Bolsonaro. Além de curtir várias publicações do presidente eleito nas redes sociais, Bretas também parabenizou Bolsonaro pela vitória na eleição presidencial. "Que Deus o abençoe nessa missão", postou na ocasião.

Em seu mandato, Bolsonaro poderá indicar até dez ministros para compor o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ). O juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em Curitiba, já foi chamado por Bolsonaro para ser o seu ministro da Justiça.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247