Após pressão de Lira, relator mantém estado de emergência e desiste de 'vale-Uber' em PEC Kamikaze

Danilo Forte alegou a 'necessidade da população faminta' e a 'pressão do calendário da Câmara' para voltar atrás e manter texto aprovado no Senado

www.brasil247.com - Danilo Forte, Arthur Lira e Jair Bolsonaro
Danilo Forte, Arthur Lira e Jair Bolsonaro (Foto: Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados | Isac Nóbrega/PR)


247 - Após sinalizar a intenção de cortar a decretação do estado de emergência e propor um 'vale-Uber' para auxiliar motoristas de aplicativos em gastos com gasolina, o deputado federal Danilo Forte (União-CE) voltou atrás e pretende não alterar o texto da PEC Kamikaze aprovado no Senado, segundo o jornal O Estado de S. Paulo.

A mudança de postura se deu após pressões do governo Bolsonaro (PL) por meio de Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara, que dialogou com Forte em reuniões de líderes nesta terça-feira (5) e o convenceu a recuar.

Como justificativa para voltar atrás em suas próprias intenções, o relator, em entrevista ao Estadão/Broadcast Político, alegou a 'necessidade da população faminta' e a 'pressão do calendário da Câmara': “Temos a pressão do cronograma de trabalho, pelo calendário da Câmara, que tem que encerrar tudo até 15 de julho. E temos a demanda e a necessidade da população faminta, que está precisando do Auxílio Emergencial e do vale-gás e que tem a pressão de comoção social. Diante desses dois fatos, mexer no texto cria mais dificuldade.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quanto ao 'vale-Uber', Forte citou a dificuldade em identificar motoristas por falta de cadastramento. Após isso, confirmou que não fará tais alterações: “Diante dessas dificuldades e diante do estado de comoção social que estamos vivendo e da questão da necessidade, diante da oferta dos auxílios, acho mais prudente a gente agilizar a votação, que significa um cronograma mais curto”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email