Após Senado aprovar criminalização de abuso de autoridade, Moro janta com parlamentares

Poucas horas após o Senado aprovar um projeto que prevê a punição do abuso de autoridade para juízes, promotores e procuradores, o ministro ada Justiça, Sérgio Moro, participou de um jantar com parlamentares na residência oficial do senador Marcos do Val (Cidadania-ES); Moro tem se posicionado contra o projeto que ainda terá que passar pela Câmara.

www.brasil247.com - Sérgio Moro, durante jantar com senadores após a aprovação, no Senado, da criminalização do abuso de autoridade
Sérgio Moro, durante jantar com senadores após a aprovação, no Senado, da criminalização do abuso de autoridade (Foto: Divulgação)


247 - Poucas horas após o Senado aprovar um projeto que prevê a punição do abuso de autoridade para juízes, promotores e procuradores, o ministro ada Justiça, Sérgio Moro, participou de um jantar com parlamentares na residência oficial do senador Marcos do Val (Cidadania-ES). Moro tem se posicionado contra o projeto, que ainda terá que passar pela Câmara. 

Nesta terça-feira, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que Moro teria “ultrapassado o limite ético”, caso as revelações de que, enquanto juiz, juntamente com membros da força-tarefa da Lava Jato, teria manobrado processos da operação como divulgado pelo site The Intercept.Alcolumbre, que não particpou do jantar, também disse qisse que se Moro fosse parlamentar estaria "preso ou cassado""(Leia mais no Brasil 247).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email