Procuradora criticada por Moro ficou em silêncio em audiência com ex-juiz

Três dias antes de o então juiz federal Sergio Moro enviar uma mensagem a Deltan Dallagnol do Ministério Público Federal, queixando-se do desempenho da procuradora Laura Tessler, ela participou de uma audiência com os ex-ministros Henrique Meirelles e Luiz Fernando Furlan sem ter feito nenhuma pergunta às duas testemunhas do ex-presidente Lula

Laura Tessler
Laura Tessler

247- Três dias antes de o então juiz federal Sergio Moro enviar uma mensagem a Deltan Dallagnol do Ministério Público Federal, queixando-se do desempenho da procuradora Laura Tessler, ela participou de uma audiência com os ex-ministros Henrique Meirelles e Luiz Fernando Furlan sem ter feito nenhuma pergunta às duas testemunhas do ex-presidente Lula no processo do tríplex do Guarujá. Depois disso, não participou de mais nenhum interrogatório do caso. A informação é da Veja. 

A reportagem ainda informa que os dois foram ouvidos por videoconferência no dia 10 de março de 2017, uma sexta-feira, em audiências em que apenas a defesa do ex-presidente Lula fez perguntas. Naquela ocasião, Meirelles e Furlan disseram não ter observado qualquer atuação irregular do petista na presidência — os depoimentos foram breves, não duraram nem quinze minutos. Quando Moro passou a palavra ao MPF, Tessler limitou-se a dizer: “Sem perguntas”. As audiências foram encerradas pelo então juiz logo em seguida.

De acordo com as mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil, Moro reclamou da procuradora a Dallagnol na segunda-feira seguinte aos depoimentos, no dia 13 de março de 2017: “Prezado, a colega Laura Tessler de vcs é excelente profissional, mas para inquirição em audiência, ela não vai muito bem. Desculpe dizer isso, mas com discrição, tente dar uns conselhos a ela, para o próprio bem dela. Um treinamento faria bem. Favor manter reservada essa mensagem”.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247