Após suicídio de reitor, deputada do PT quer ouvir diretor da PF

Depois do suicídio de do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Carlos Cancellier de Olivo,a deputada Maria do Rosário (PT-RS) pediu à CCJ uma audiência pública para ouvir o diretor-geral da PF, Leandro Daiello, sobre o caso; o reitor era alvo de investigação e chegou a ser preso coercitivamente;  petista diz que o caso levanta o debate sobre a violação de direitos

Maria do Rosário
Maria do Rosário (Foto: Giuliana Miranda)

247 - A deputada Maria do Rosário (PT-RS) solicitou à CCJ uma audiência pública para ouvir o diretor-geral da PF, Leandro Daiello, sobre o caso do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Carlos Cancellier de Olivo, que se suicidou nesta semana.

Ele era alvo de investigação e chegou a ser preso coercitivamente.

A petista diz que o caso levanta o debate sobre a violação de direitos.

Ela também pede para ouvir Eugênio Aragão, ex-ministro da Justiça, e Deborah Duprat, subprocuradora-Geral da República. Nesta terça (3), o ex-presidente Lula citou Cancellier em discursos e emitiu nota lamentando sua morte.

As informações são da coluna Painel da Folha de S.Paulo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247