Após viagem aos EUA, Bolsonaro ganha apelido de 'capitão pateta'

As declarações de Jair Bolsonaro dadas durante visita oficial aos EUA, bem como a submissão aos interesses da política externa norte-americana, levaram os internautas brasileiros a apelidarem o presidente de "capitão pateta"; nos EUA, Bolsonaro abriu mão de interesses comerciais brasileiros, discutiu a possibilidade de apoiar uma intervenção militar na Venezuela, apoiou a política anti-imigração de Donald Trump e e disse que "a maioria dos imigrantes não tem boas intenções"

Após viagem aos EUA, Bolsonaro ganha apelido de 'capitão pateta'
Após viagem aos EUA, Bolsonaro ganha apelido de 'capitão pateta' (Foto: Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - As declarações de Jair Bolsonaro dadas durante visita oficial de três dias aos EUA estão ainda ecoando pelo mundo, e muitos brasileiros não estão nem um pouco satisfeitos com os passos dados pelo presidente em uma só viagem.

O presidente do Brasil passou três dias nos Estados Unidos, onde deu entrevista para Fox News e se encontrou com homólogo norte-americano, Donald Trump.

Bolsonaro, ou "Trump dos Trópicos" de acordo com a Fox News, afirmou em entrevista exclusiva à emissora que sua família não possui nenhuma ligação com o assassinato da vereadora Marielle Franco e demonstrou pleno apoio à política anti-imigração dos EUA. As respostas do presidente do Brasil, em especial se tratando de imigrantes, foram recebidas de braços fechados por muitos brasileiros.

Para refrescar a memória, Jair Bolsonaro disse que "a maioria dos imigrantes não tem boas intenções". Já depois da coletiva de imprensa conjunta com Trump, o presidente do Brasil voltou atrás: "Foi um equívoco meu. Boa parte tem boas intenções, a menor parte, não. Peço desculpas aí."

O "equívoco" de Jair e as outras medidas tomadas pelo presidente brasileiro ganharam força nas redes sociais, e os internautas passaram a chamá-lo de "Capitão Pateta".

Na tarde da terça-feira (19), quando Bolsonaro foi recebido na Casa Branca, o presidente do Brasil se mostrou entusiasmado e deixou bem claro que o que ele quer é se aproximar dos Estados Unidos: "Ele [Trump] quer uma América grande, e eu quero um Brasil grande. A partir deste momento, o Brasil estará cada vez mais engajado com o nosso Estados Unidos."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247