Aras dá 15 dias para Pazuello se manifestar sobre colapso de oxigênio em Manaus

O procurador-geral da República, Augusto Aras, abriu procedimento preliminar, no qual cobrou informações do ministro da Saúde

Fila para comprar oxigênio em Manaus
Fila para comprar oxigênio em Manaus (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Metrópoles - A Procuradoria-Geral da República (PGR) deu 15 dias para que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, dê informações sobre eventual omissão no fornecimento de oxigênio em Manaus (AM). O ofício foi assinado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, na tarde deste domingo (17).

O partido Cidadania protocolou na PGR uma representação na qual pede a investigação do ministro. A sigla alegou haver indícios de que o Ministério da Saúde teria sido alertado com antecedência por uma fornecedora de oxigênio hospitalar de que faltariam, em janeiro de 2021, cilindros de oxigênio. E, mesmo assim, “nenhuma pedida preventiva foi adotada”.

Continue lendo no Metrópoles

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email