Araújo diz que crise na Amazônia "é falsa" e foi criada por "ideologia" que "colou"

Em meio à repercussão internacional decorrente dos incêndios na Amazônia, o chanceler Ernesto Araújo afirmou que o problema é uma “falsa crise” que "colou" incentivada pela “ideologia” de algumas pessoas. “Falsa crise, falsa interpretação da situação”, disse. Para ele, o país vem enfrentando dificuldades devido a pessoas que defendem uma agenda “de mediocridade e estagnação” e que o governo Jair Bolsonaro vem enfrentando “forças das trevas” ao tentar mudar este pensamento

247 - Em meio à repercussão internacional decorrente dos incêndios na Amazônia, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou que o problema é uma “falsa crise” que teria sido incentivada devido a “ideologia” de algumas pessoas e que acabou por “colar”. “Falsa crise, falsa interpretação da situação”, disse o chanceler. 

“É o sistema que está aí. É um vírus. Não é culpa das pessoas. Suas cabeças estão sendo invadidas por um tipo de pensamento que não permite a elas ver a realidade e isso é ideologia”, afirmou Araújo durante um evento em Brasília no qual ele discursou em inglês.

Para ele, o país vem enfrentando dificuldades devido a pessoas que defendem uma agenda “de mediocridade e estagnação” e que o governo Jair Bolsonaro vem enfrentando “forças das trevas” ao tentar mudar este pensamento. “Nossa agenda é popular porque pessoas no Brasil entendem o que estamos tentando fazer. Queremos mudar o sistema e não apenas fazer uma mudança aqui e ali”, ressaltou. 

O chanceler também criticou a Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, que nesta semana foi alvo de ataques pessoais feitos por Jair Bolsonaro, ao afirmar que sua declaração sobre os riscos que a democracia corre atualmente no Brasil é “totalmente absurda e baseada em ideologia”. Para ele, algumas pessoas querem “fazer o Brasil parecer mau” frente ao resto do mundo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247