'Arranca a cabeça e deixa pendurada', gritam PMs diante de governador do PA

Em cerimônia de comemoração pelos 13 anos do Batalhão de Polícia Tática (BPOT), a Rotam, que teve a presença de Helder Barbalho (MDB-PA), governador do Pará, a unidade de elite da PM gritou: “Arranca a cabeça e deixa pendurada/É a Rotam patrulhando a noite inteira/pena de morte à moda brasileira”

Governador do Pará, Helder Barbalho, e Rotam.
Governador do Pará, Helder Barbalho, e Rotam.

247 - Em cerimônia de comemoração pelos 13 anos do Batalhão de Polícia Tática (BPOT), a Rotam, que teve a presença de Helder Barbalho (MDB-PA), governador do Pará, a unidade de elite da PM gritou: “Arranca a cabeça e deixa pendurada/É a Rotam patrulhando a noite inteira/pena de morte à moda brasileira”, informa a Folha de S.Paulo.

"O evento, na última quarta-feira (31), ocorreu dois dias depois que um massacre no presídio de Altamira (830 km a sudoeste) ter deixado 58 mortos, dos quais 16 decapitados, em meio a uma disputa entre facções rivais. Outros quatro morreram durante a transferência para Belém, dentro de um caminhão", conta a reportagem.

Helder Barbalho, procurado pela Folha, informou via assessoria de imprensa que “não vai se manifestar sobre este fato”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247