Arrocho é só para o povo; Bolsonaro vai perdoar dívida de ruralistas

O governo Bolsonaro nem começou mas já mostra a que vem; será tudo para os os ricos e arrocho sobre o povo; o presidente eleito pretende anistiar as dívidas dos ruralistas, o que poderá custar R$ 17 bilhões aos cofres públicos

Arrocho é só para o povo; Bolsonaro vai perdoar dívida de ruralistas
Arrocho é só para o povo; Bolsonaro vai perdoar dívida de ruralistas (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

247 - O governo Bolsonaro nem começou mas já mostra a que vem. Será tudo para os os ricos e arrocho sobre o povo.  O presidente eleito pretende anistiar as dívidas dos ruralistas, o que poderá custar R$ 17 bilhões aos cofres públicos

De acordo com o jornal Valor Econômico, o presidente eleito, sob grande pressão de setores do agronegócio desde a campanha, já sinalizou que apoia a aprovação do projeto de lei (9.525/2017) no Congresso que concede perdão total das dívidas acumuladas por produtores rurais e agroindústrias com o Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural). Isto vai gerar um impacto da ordem de R$ 17 bilhões aos cofres públicos, pelas contas da Receita Federal.

Reportagem de Cristiano Zaia publicada nesta sexta-feira (21) mostra que a proposta afronta a legalidade. "Na avaliação de advogados tributaristas, no entanto, a anistia tem vícios legais e pode ser barrada futuramente pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Como gera despesas para o Orçamento sem indicar receitas equivalentes, a proposta de lei fere a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), uma lei complementar".

A reportagem indica ainda que "caso aprovada e sancionada por Bolsonaro, a futura lei ainda pode afrontar decisão do próprio STF, que considerou constitucional a cobrança do passivo do Funrural, em março do ano passado".

Durante a campanha eleitoral, Bolsonaro já tinha afirmado não ser justo que "o governo penalize o agronegócio com mais impostos".

Leia a íntegra

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247