Até Amoêdo, cujo Partido Novo vota com o governo, pede Fora Bolsonaro

Banqueiro João Amoêdo, fundador do Novo, diz que entre as medidas para salvar vidas no Brasil está o impeachment de Jair Bolsonaro, em quem ele declarou voto no segundo turno das eleições de 2018

Amoedo aos jovens: “tem de aprender a sofrer”
Amoedo aos jovens: “tem de aprender a sofrer” (Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O movimento pelo impeachment de Jair Bolsonaro está tendo adesões até mesmo de integrantes de partidos da base de sustentação do governo no Congresso. 

Um deles é o banqueiro João Amoêdo, fundador do Partido Novo. Com patrimônio total de R$ 425 milhões em bens, Amoêdo foi ao Twitter para pedir o impeachment de Jair Bolsonaro. 

O Novo tem sido, ao lado do PSL, o partido mais “fiel” ao governo em votações na Câmara dos Deputados.


Na noite desta sexta-feira (15), várias cidades do Brasil registraram panelaços para cobrar do presidente da Câmara a abertura de um dos mais de 60 pedidos de impeachment de Jair Bolsonaro, em meio ao colapso da saúde em Manaus. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email