Auxiliares de Bolsonaro souberam às 6h da invasão da embaixada da Venezuela

Desde as primeiras horas da manhã, o Palácio do Planalto foi avisado sobre o grave incidente diplomático com a Venezuela. Assessores de Jair Bolsonaro foram informados por volta das 6h desta quarta (13) de que partidários do golpista venezuelano Juan Guaidó tinham invadido a Embaixada da Venezuela

Embaixada da Venezuela é invadida em Brasília
Embaixada da Venezuela é invadida em Brasília (Foto: Divulgação/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A notícia da invasão da Embaixada da Venezuela por milicianos ligados ao golpista Juan Guaidó chegou ao Palácio do Planalto às 6h da quarta-feira pela própria representante do autoproclamado presidente venezuelano, a autoproclamada embaixadora María Teresa Belandria, informa a coluna Painel da Folha de S.Paulo. 

Os políticos e lideranças de movimentos sociais brasileiros solidários com o governo de Nicolás Maduro também acionaram seus contatos logo no início da manhã.   

A oposição acusou o Planalto de ter facilitado o conflito na Embaixada da Venezuela, e o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) reagiu dizendo que Bolsonaro, pessoalmente, não foi avisado de nenhuma ação.  

Porém, a nota da GSI nada diz sobre o Planalto ou o governo – na melhor das hipóteses, os assessores decidiram não comunicar Bolsonaro sobre o grave incidente diplomático.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247