Avião de Eduardo Campos era de empresa pivô de caixa dois

Uma das empresas donas do avião que caiu e matou o presidenciável Eduardo Campos (PSB) em 2014 é apontada por ex-executivos delatores da OAS como uma das principais geradoras de caixa dois e pagamento de propina da empreiteira, principalmente a políticos do Norte e Nordeste; a Câmara e Vasconcelos Terraplanagem, segundo os delatores, lavou pelo menos R$ 79 milhões que seriam destinados a caixa dois e propina de 2009 a 2014

Avião de Eduardo Campos era de empresa pivô de caixa dois
Avião de Eduardo Campos era de empresa pivô de caixa dois (Foto: WESLEY RODRIGUES/JORNAL HOJE EM)

247 - Uma das empresas donas do avião que caiu e matou o presidenciável Eduardo Campos (PSB) em 2014 é apontada por ex-executivos delatores da OAS como uma das principais geradoras de caixa dois e pagamento de propina da empreiteira, principalmente a políticos do Norte e Nordeste. A Câmara e Vasconcelos Terraplanagem, segundo os delatores, lavou pelo menos R$ 79 milhões que seriam destinados a caixa dois e propina de 2009 a 2014.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo informa que "ela [a empresa] firmava com a OAS contratos superfaturados de terraplanagem e forjava estudos de engenharia, de acordo com os delatores. Na lista de obras mencionadas no suposto esquema estão grandes projetos como a transposição do rio São Francisco. Na delação, os ex-funcionários da Controladoria, nome dado ao setor responsável pelo caixa dois e os pagamentos de propina da empresa baiana, relataram mais de 200 episódios de corrupção envolvendo a OAS."

A matéria ainda acrescenta que "são citados nos documentos políticos que já são alvos de outras investigações derivadas da Lava Jato, como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) e Fernando Pimentel (PT-MG), entre outros. A delação premiada dos ex-executivos foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal em julho do ano passado. Em relação à empresa que foi dona da aeronave de Campos, políticos do Nordeste são mencionados em depoimentos como beneficiários do esquema mantido pela OAS com essa firma."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247