Bannon, o Goebbels moderno, celebra Bolsonaro

Steve Bannon, ex-assessor de Donald Trump e líder de um grupo que defende o populismo de direita através de fraudes e ações em plataformas digitais de massa, celebrou a chegada de Jair Bolsonaro ao poder no Brasil; ele disse: "o presidente eleito Jair Bolsonaro representa o caminho do 'capitalismo esclarecido' e levará a uma maior aproximação entre o Brasil e os Estados Unidos, uma vez que será um bastião populista nacionalista numa região em que a socialista Venezuela vive uma implosão econômica e o FMI manda na Argentina"

Bannon, o Goebbels moderno, celebra Bolsonaro
Bannon, o Goebbels moderno, celebra Bolsonaro

247 - Steve Bannon, ex-assessor de Donald Trump e líder de um grupo que defende o populismo de direita através de fraudes e ações em plataformas digitais de massa, celebrou a chegada de Jair Bolsonaro ao poder no Brasil. Ele disse: "o presidente eleito Jair Bolsonaro representa o caminho do 'capitalismo esclarecido' e levará a uma maior aproximação entre o Brasil e os Estados Unidos, uma vez que será um bastião populista nacionalista numa região em que a socialista Venezuela vive uma implosão econômica e o FMI manda na Argentina".

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca a predileção de Bannon pela ação digital na linha dos disparos em massa com fake news denunciado pela jornalista Patrícia Campos Mello: "Bannon afirma que as mídias sociais foram instrumentais para a eleição de Trump e Bolsonaro. 'Se não fosse pelo Facebook, Twitter e outras mídias sociais, teria sido cem vezes mais difícil para o populismo ascender, porque não conseguiríamos ultrapassar a barreira do aparato da mídia tradicional. Trump conseguiu fazer isso, Salvini e Bolsonaro também', diz Bannon. Ele afirma que virá ao Brasil frequentemente a partir de janeiro".

Bannon afirma: "venho acompanhando a trajetória do capitão Bolsonaro há anos. Declarei apoio a ele porque ele representa patriotismo e liderança em um momento em que a América do Sul passa por uma fase muito difícil. é o tipo de líder que só aparece a cada duas gerações e pode recuperar o país, claramente um populista e nacionalista".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247