Barbosa não emplaca magistradas para o CNJ

Presidente do STF alegou pressa para nomear conselheiras ao órgão de controle externo do Judiciário, que também é presidido por ele, mas foi barrado por outros ministros; desde que seu assessor assumiu o milionário fundo de previdência dos servidores, suas indicações serão discutidas em sessão administrativa, com concorrência

Barbosa não emplaca magistradas para o CNJ
Barbosa não emplaca magistradas para o CNJ
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, não conseguiu emplacar fracassou a indicação de duas magistradas para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) na sessão plenária desta quarta-feira.

Barbosa informou que viajará na próxima semana e que estava preocupado com os prazos para a nomeação de conselheiros o órgão de controle externo do Judiciário, que também é presidido por ele. Mas, segundo o Estadão, a maioria da Corte rejeitou a proposta alegando que o assunto deveria ser discutido em sessão administrativa após a análise de currículos, inclusive de outros candidatos.

A derrota acontece no dia seguinte da nomeação de seu assessor de imprensa e biógrafo, Wellington Geraldo Silva, como conselheiro e presidente do conselho deliberativo do milionário fundo de previdência dos servidores do Judiciário - Funpresp-Jud. O jornalista não é servidor do Judiciário, mas funcionário do Banco do Brasil.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247