Barroso: não se muda jurisprudência de acordo com o réu

"Juiz que faz favor transaciona bem que não lhe pertence. País que muda jurisprudência para réu não é Estado de direito, é de compadrio", criticou o ministro do STF, durante seminário promovido pelo Jota e pelo Insper; ele também disse que o cenário de corrupção no Brasil é "tenebroso"

roberto barroso
roberto barroso (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso criticou nesta sexta-feira 19 a possibilidade de "mudança de jurisprudência de acordo com o réu".

"Juiz que faz favor transaciona bem que não lhe pertence. País que muda jurisprudência para réu não é Estado de direito, é de compadrio", afirmou, durante seminário promovido pelo Jota e pelo Insper.

Ele não deu detalhes de suas declarações, feitas em meio a uma tendência no Supremo de rever decisão de 2016 sobre a possibilidade de prisão em refirme fechado após a condenação do réu em segunda instância.

Ele também disse que o cenário de corrupção no Brasil é "tenebroso". Leia mais aqui.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email