Bird: governo precisa de apoio político para sair da crise

A diretora gerente e chefe de Operações do Banco Mundial (Bird), Sri Mulyani Indrawati, disse, durante entrevista nesta quarta (4), que além de medidas econômicas adequadas, o governo precisa de apoio político para sair da crise; "Os ministros precisam de apoio político para que possam restaurar a confiança do país. Não é necessário apenas boas medidas, mas também um ótimo apoio político. Não raro um país sai mais forte desse tipo de crise, aumenta o crescimento e sua nota na classificação de risco”, disse

A diretora gerente e chefe de Operações do Banco Mundial (Bird), Sri Mulyani Indrawati, disse, durante entrevista nesta quarta (4), que além de medidas econômicas adequadas, o governo precisa de apoio político para sair da crise; "Os ministros precisam de apoio político para que possam restaurar a confiança do país. Não é necessário apenas boas medidas, mas também um ótimo apoio político. Não raro um país sai mais forte desse tipo de crise, aumenta o crescimento e sua nota na classificação de risco”, disse
A diretora gerente e chefe de Operações do Banco Mundial (Bird), Sri Mulyani Indrawati, disse, durante entrevista nesta quarta (4), que além de medidas econômicas adequadas, o governo precisa de apoio político para sair da crise; "Os ministros precisam de apoio político para que possam restaurar a confiança do país. Não é necessário apenas boas medidas, mas também um ótimo apoio político. Não raro um país sai mais forte desse tipo de crise, aumenta o crescimento e sua nota na classificação de risco”, disse (Foto: Valter Lima)

Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil

A diretora gerente e chefe de Operações do Banco Mundial (Bird), Sri Mulyani Indrawati, demonstra otimismo em relação à recuperação econômica do Brasil. Há quatro dias no país, a ex-ministra da Fazenda da Indonésia na crise mundial de 2008 disse, durante entrevista hoje (4), na sede da entidade, em Brasília, que além de medidas econômicas adequadas, o governo precisa de apoio político para sair da crise econômica.

“Os ministros precisam de apoio político para que possam restaurar a confiança do país. Não é necessário apenas boas medidas, mas também um ótimo apoio político. Não raro um país sai mais forte desse tipo de crise, aumenta o crescimento e sua nota na classificação de risco”. Em resposta à crise na Petrobras, ela manteve o tom do discurso: “Se o Brasil puder gerenciar o problema de forma convincente, poderá sair mais forte”.

Sri Mulyani acredita ainda que a inflação no Brasil vai parar de crescer em breve, graças às medidas que o governo tem tomado. “A inflação é [a questão] mais importante [a se resolver]. Ela vem aumentando, sobretudo no primeiro trimestre de 2015. Mas isso deve se estabilizar, porque o governo já está se movimentando. No Brasil, uma das preocupações é restaurar a confiança. Cabe ao Banco Central brasileiro achar o equilíbrio entre restaurar a confiança e retomar o crescimento”, ressaltou.

Antes de desembarcar em Brasília, a executiva do Bird esteve em Manaus e no Rio de Janeiro. Na capital amazonense, esteve com o prefeito Arthur Virgílio Neto e com o governador do estado, José Melo de Oliveira. Eles conversaram sobre projetos locais que buscam aprimorar a prestação de serviços à comunidade, apoiados pelo banco.

No Rio de Janeiro, ela esteve com o governador Luiz Fernando Pezão. A pauta foi como auxiliar o estado a enfrentar os desafios do desenvolvimento urbano. Ela conheceu o sistema de trens SuperVia. “O Bird foi grande parceiro em momento muito difícil, para a recuperação dos municípios atingidos pela chuva. Além disso, com o empréstimo do banco também estamos investindo na compra de novos trens, o que representa importante mudança na vida da população do Rio e da Região Metropolitana”, disse Pezão ao site oficial do governo estadual.

Em Brasília, ela se encontrou com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa; a ministra do Meio Ambiente, Isabella Teixeira; e a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome,Tereza Campello. Sri Mulyani também esteve com o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, mas não revelou detalhes do encontro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247