Blairo Maggi: ‘O que está em jogo é a imagem do Brasil’

"É um tremendo soco na gente", declarou o ministro da Agricultura em entrevista ao Estado de S.Paulo; questionado sobre sua maior preocupação agora, após a deflagração da Operação Carne Fraca, da PF, ele respondeu: "É com a imagem do Brasil lá fora e a perda da confiança do nosso consumidor. O que está em jogo não é só a reputação das empresas, mas do País como fornecedor"; a pedido da União Europeia, o ministro fará uma reunião de emergência com o adido da região nos próximos dias

Senador Blairo Maggi (PR-MT) debate projeto (PLC 57/2013) que estende aos veículos automotores de atividade agrícola, as mesmas isenções concedidas aos veículos de uso bélico: registro e licenciamento anual
Senador Blairo Maggi (PR-MT) debate projeto (PLC 57/2013) que estende aos veículos automotores de atividade agrícola, as mesmas isenções concedidas aos veículos de uso bélico: registro e licenciamento anual (Foto: Gisele Federicce)

247 - O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, demonstrou receio com a imagem do Brasil no exterior após a deflagração da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, nesta sexta-feira 17. A investigação atinge os maiores frigoríficos do Brasil, suspeitos de pagar propina a fiscais agropecuários para liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos.

Questionado sobre sua maior preocupação neste momento, Maggi declarou, em entrevista ao Estado de S.Paulo: "É com a imagem do Brasil lá fora e a perda da confiança do nosso consumidor. O que está em jogo não é só a reputação das empresas, mas do País como fornecedor. É um tremendo soco na gente. O nosso sistema de controle da sanidade é robusto. Mas, quando tem pessoas corruptas no meio, foge das nossas possibilidades. É muito ruim. Então, o negócio é checar tudo, passar um pente fino".

Ele disse que o Brasil será o mais transparente possível com os países importadores: "A mensagem é que seremos transparentes na verificação do problema. Vamos tomar as medidas cabíveis e seremos transparentes a ponto de dar tranquilidade aos nossos consumidores. Temos mais de 600 SIFs (Serviço de Inspeção Federal) que cuidam da parte de bovinos. Nos envolvidos (no esquema investigado), tem 18. É um número pequeno, mas não deixa de tirar a tranquilidade".

Segundo o jornalista Gerson Camarotti, da Globonews e do portal G1, o ministro decidiu que fará uma reunião de emergência nos próximos dias com o adido comercial da União Europeia no Brasil. O encontro foi pedido pela representação diplomática da União Europeia no país. Haverá ainda reuniões de emergência na próxima semana com associações ligadas à indústria alimentícia.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247