Blogueiro chefe das milícias virtuais bolsonaristas faz chacota com intimação do STF para depor

Allan dos Santos foi intimado a depor no inquérito 4781, que investiga a rede de propagação de fake news e ameaças recebidas por membros do STF. "STF tá chateadinho?", ironizou ele, em tuíte compartilhado por Eduardo Bolsonaro

Allan dos Santos e Eduardo Bolsonaro
Allan dos Santos e Eduardo Bolsonaro (Foto: Reprodução | Agência Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 com Fórum - Apontado como principal líder da milícia virtual bolsonarista, o blogueiro Allan dos Santos fez chacota com uma intimação para prestar depoimento no Supremo Tribunal Federal (STF) nas investigações feitas pela corte sobre a divulgação de fake news.

“Oi, dentadura! É você? STF quer que eu vá para um interrogatório sem saber NADA sobre ele. Réu? Testemunha? Meus advogados não conseguem ter acesso aos autos”, ironizou o bolsonarista, compartilhando imagem da intimação que é assinada pelo ministro Alexandre de Moraes com os dizeres: “STF tá chateadinho?”.

O tuíte foi compartilhado por Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que ainda fez um comentário na publicação: “Bizarro”.

O inquérito 4781, que investiga a rede de propagação de fake news e ameaças recebidas por membros do STF, foi instaurado a pedido do presidente da corte, Dias Toffoli, e é relatado por Alexandre de Moraes.

Em depoimentos na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, Allan dos Santos foi acusado por ex-aliados, como Joice Hasselmann (PSL-SP) e Alexandre Frota (PSDB-SP) de ser um dos comandantes da milícia virtual que atua propagando fake news pró-Bolsonaro desde os tempos da eleição presidencial.


O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247