'Bloqueio de R$ 8,2 mi inviabiliza sustento da família', diz Temer a Bretas

Ex-presidente Michel Temer alegou em um recuso encaminhado ao juiz da 7.ª Vara Federal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, que o bloqueio de R$ 8,2 milhões de suas contas bancárias "inviabilizou o sustento de sua família"; "Por mais que se queira resguardar o patrimônio do peticionário de sorte a assegurar, nos dizeres Ministerial, a 'reparação dos danos materiais e morais causados pelos delitos', a toda evidência que isso não pode ser feito à custa de sua sobrevivência e de sua família", destaca a defesa

'Bloqueio de R$ 8,2 mi inviabiliza sustento da família', diz Temer a Bretas
'Bloqueio de R$ 8,2 mi inviabiliza sustento da família', diz Temer a Bretas

247 - O ex-presidente Michel Temer alegou em um recuso encaminhado ao juiz da 7.ª Vara Federal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, que o bloqueio de R$ 8,2 milhões de suas contas bancárias "inviabilizou o sustento de sua família". Bretas determinou o bloqueio total de R$ 62 milhões das contas de Temer e de empresas ligadas a ele no âmbito da Operação Lava Jato.

Segundo o blog do jornalista Fausto Macedo, do jornal O Estado de S. Paulo, a defesa do ex-presidente alegou que "a constrição integral dos bens e ativos de Michel Temer, à par de qualquer questionamento acerca de sua legalidade/ilegalidade, inviabilizou o próprio sustento de sua família, tornando-a, por conseguinte, insustentável de ser mantida na extensão em que foi decretada por Vossa Excelência".

Ao todo, Temer teve três contas bloqueadas, além do sequestro de R$ 491.888,14 de uma conta da Tabapuã Investimentos e Participações, ligada ao ex-presidente. "Por mais que se queira resguardar o patrimônio do peticionário de sorte a assegurar, nos dizeres Ministerial, a 'reparação dos danos materiais e morais causados pelos delitos', a toda evidência que isso não pode ser feito à custa de sua sobrevivência e de sua família", diz um trecho do documento.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247