Boff: 'temos o direito de saber conteúdo das delações da Odebrecht'

Teólogo e colunista do 247 Leonardo Boff engrossou o coro pela retirada do sigilo das delações premiadas dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, imposto pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, ao homologar os acordos; "Nos cidadãos temos o direito de saber o conteúdo das delações da Odebrecht", escreveu Boff em sua página no Twitter; "Caso contrário haverá vazamentos sem imparcialidade, criando caos", afirmou

Teólogo e colunista do 247 Leonardo Boff engrossou o coro pela retirada do sigilo das delações premiadas dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, imposto pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, ao homologar os acordos; "Nos cidadãos temos o direito de saber o conteúdo das delações da Odebrecht", escreveu Boff em sua página no Twitter; "Caso contrário haverá vazamentos sem imparcialidade, criando caos", afirmou
Teólogo e colunista do 247 Leonardo Boff engrossou o coro pela retirada do sigilo das delações premiadas dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, imposto pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, ao homologar os acordos; "Nos cidadãos temos o direito de saber o conteúdo das delações da Odebrecht", escreveu Boff em sua página no Twitter; "Caso contrário haverá vazamentos sem imparcialidade, criando caos", afirmou (Foto: Aquiles Lins)

247 - O teólogo e colunista do 247 Leonardo Boff engrossou o coro pela retirada do sigilo das delações premiadas dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, imposto pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, ao homologar os acordos.

"Nos cidadãos temos o direito de saber o conteúdo das delações da Odebrecht", escreveu Boff em sua página no Twitter. "Caso contrário haverá vazamentos sem imparcialidade, criando caos", afirmou. 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247