Boff: 'temos o direito de saber conteúdo das delações da Odebrecht'

Teólogo e colunista do 247 Leonardo Boff engrossou o coro pela retirada do sigilo das delações premiadas dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, imposto pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, ao homologar os acordos; "Nos cidadãos temos o direito de saber o conteúdo das delações da Odebrecht", escreveu Boff em sua página no Twitter; "Caso contrário haverá vazamentos sem imparcialidade, criando caos", afirmou

Teólogo e colunista do 247 Leonardo Boff engrossou o coro pela retirada do sigilo das delações premiadas dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, imposto pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, ao homologar os acordos; "Nos cidadãos temos o direito de saber o conteúdo das delações da Odebrecht", escreveu Boff em sua página no Twitter; "Caso contrário haverá vazamentos sem imparcialidade, criando caos", afirmou
Teólogo e colunista do 247 Leonardo Boff engrossou o coro pela retirada do sigilo das delações premiadas dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, imposto pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, ao homologar os acordos; "Nos cidadãos temos o direito de saber o conteúdo das delações da Odebrecht", escreveu Boff em sua página no Twitter; "Caso contrário haverá vazamentos sem imparcialidade, criando caos", afirmou (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O teólogo e colunista do 247 Leonardo Boff engrossou o coro pela retirada do sigilo das delações premiadas dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, imposto pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, ao homologar os acordos.

"Nos cidadãos temos o direito de saber o conteúdo das delações da Odebrecht", escreveu Boff em sua página no Twitter. "Caso contrário haverá vazamentos sem imparcialidade, criando caos", afirmou. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email