Boghossian: Bolsonaro trata o governo como ferramenta política pessoal

Jair Bolsonaro adotou a “bajulação como critério orçamentário” ao condicionar a liberação recursos para os estados do Nordeste desde que os governadores da Região falem que “estão trabalhando com o presidente”, diz o jornalista Bruno Boghossian. Para ele, “o presidente só consegue exercer o poder de maneira personalista. Fomenta divisões contra seus adversários e usa o cargo para aplicar retaliações”

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro adotou a “bajulação como critério orçamentário” ao condicionar a liberação recursos para os estados do Nordeste desde que os governadores da Região falem que “estão trabalhando com o presidente”, diz o jornalista Bruno Boghossian em sua coluna no jornal Folha de S. Paulo. 

“Aquele dinheiro é público, e a Constituição diz que a máquina estatal deve seguir o princípio da impessoalidade. Bolsonaro dá de ombros e trata o governo como uma ferramenta política particular”, avalia o jornalista. Ainda segundo ele, “a insistência em nomear o filho para a embaixada em Washington segue essa lógica, como se espaços públicos fossem domínios familiares”. 

Para o jornalista, “o presidente só consegue exercer o poder de maneira personalista. Fomenta divisões contra seus adversários e usa o cargo para aplicar retaliações”. 

Leia a íntegra da coluna. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247