Bolsa Família e cisternas não serão afetados por ajustes

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, disse que o Programa Bolsa Família e o Programa Cisternas estão garantidos e não serão afetados por ajustes fiscais; “É importante que a gente continue atuando, principalmente neste momento que é um momento mais difícil para a população e para o governo do estado. Temos a expectativa de que isso é um processo passageiro. Não estamos revendo nosso modelo de desenvolvimento por inclusão", afirmou

 No programa Bom Dia Ministro, a ministra Tereza Campello fala sobre aumento de renda de beneficiários do Bolsa Família e construção de 5 mil cisternas em escolas rurais  (ElzaFiuza/Agência Brasi)l
No programa Bom Dia Ministro, a ministra Tereza Campello fala sobre aumento de renda de beneficiários do Bolsa Família e construção de 5 mil cisternas em escolas rurais (ElzaFiuza/Agência Brasi)l (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pauoa Laboissière, Repórter da Agência Brasil - A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, disse hoje (7) que o Programa Bolsa Família e o Programa Cisternas estão garantidos e não serão afetados por ajustes fiscais.

“É importante que a gente continue atuando, principalmente neste momento que é um momento mais difícil para a população e para o governo do estado. Temos a expectativa de que isso é um processo passageiro. Não estamos revendo nosso modelo de desenvolvimento por inclusão".

O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza. O Programa Cisternas consiste no financiamento da construção de cisternas de placas de cimento, principalmente na região do Semiárido brasileiro.

Ao participar de entrevista ao programa Bom Dia, Ministro, da EBC Serviços, em parceria com a Secretaria de Comunicação da Presidência da República, Tereza ressaltou que o governo federal está reforçando a fiscalização do pagamento de benefícios às famílias. A estratégia, segundo ela, consiste em cruzar dados de todos os cadastros disponíveis com os do Bolsa Família.

“Queremos garantir que o Bolsa Família chegue só em quem precisa. Estamos atentos e atuando”, disse, ao reforçar que a população pode denunciar o pagamento indevido de benefícios por meio do telefone 0800 707 2003.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247