Bolsonaro ameaça nomear ministro oriundo da Polícia Federal

Jair Bolsonaro avisou que não desiste de ter um ministro oriundo da Polícia Federal e diz que isto não vai demorar muito

(Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro disse em evento nesta segunda-feira (22) que ainda terá um ministro oriundo dos quadros da Polícia Federal. Ele é investigado por interferência na PF e por tentar blindar seu clã e amigos. A tentativa de Bolsonaro gerou uma das mais importantes crises de seu governo, que resultou na demissão de Sergio Moro do Ministério da Justiça, em abril último.

Além de não ter desistido de ter alguém da PF no primeiro escalão de seu governo, Bolsonaro cogita desmembrar o Ministério da Justiça e recriar a pasta da Segurança que seria entregue a Alexandre Ramagem, vetado para o posto de diretor-geral da PF por decisão do STF.

Além do nome de Ramagem, também é cotado para o eventual Ministério da Segurança Anderson Torres, delegado da Polícia Federal e atual secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, informa o Painel da Folha de S.Paulo.
 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247