Bolsonaro cancela agenda com três países na ONU, mas mantém reunião com empresários da área militar dos EUA

Encontros bilaterais estavam previstos para ocorrer durante a participação de Bolsonaro na 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, na próxima semana. Peru, Ucrânia e África do Sul haviam solicitado encontro, mas a reunião foi suspensa pelo governo brasileiro sob alegação de "recomendação médica". O Brasil tem interesses estratégicos na relação com esses três países

Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Correa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro cancelou encontros bilaterais que estavam previstos para ocorrer durante a sua participação na 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, na próxima semana. Peru, Ucrânia e África do Sul haviam solicitado encontro, mas a reunião foi suspensa pelo governo brasileiro.

Segundo fontes ouvidas pelo jornal O Globo, a justificativa para suspender os encontros foi "recomendação médica", já que Bolsonaro se recupera de uma cirurgia para correção de uma hérnia, realizada no dia 8 de setembro e após nove dias de internação.

O Brasil tem interesses estratégicos na relação com esses três países. Mas Bolsonaro decidiu cancelar os encontros. No entanto, um compromisso da agenda foi matido. Segundo o próprio porta-voz Otávio do Rêgo Barros, Bolsonaro vai viajar ao Texas no dia 25 para se reunir com empresários ligados ao setor militar dos Estados Unidos. Fontes do Palácio do Planalto e do Itamaraty, entretanto, ponderam que o encontro não está confirmado. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email