Bolsonaro dá mais um passo na liberação total das armas

Atendendo ao lobby da indústria de armamento, o presidente Jair Bolsonaro disse, em uma transmissão pela internet nesta quinta-feira (11), que na próxima semana irá anunciar um decreto para liberar o uso de armas por colecionadores, caçadores e atiradores, grupo conhecido como CAC; Bolsonaro disse também que governo deverá apresentar um outro projeto relacionado "à segurança pessoal", inspirado em um que tramita na Câmara e que prevê a revogação do Estatuto do Desarmamento

Bolsonaro dá mais um passo na liberação total das armas
Bolsonaro dá mais um passo na liberação total das armas
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Atendendo ao lobby da indústria de armamento, o presidente Jair Bolsonaro disse, em uma transmissão pela internet nesta quinta-feira (11), que na próxima semana irá anunciar um decreto para liberar o uso de armas por colecionadores, caçadores e atiradores, conhecido como CAC. Bolsonaro disse também que governo deverá apresentar um outro projeto relacionado "à segurança pessoal", inspirado em um que tramita na Câmara e que prevê a revogação do Estatuto do Desarmamento.

Mesmo após ele ter assinado um decreto no início de janeiro flexibilizando o uso de armas de fogo por civis, o armamento utilizado pelo CAC necessita de autorização do Exército e não pode ser empregado a título de defesa pessoal. "Vai dar o que falar também. Está prontinho um decreto sobre os CAC, que é o colecionador, atirador e caçador. Ouvimos gente na ponta da linha, essas pessoas, ouvimos gente do Exército, Polícia Federal. Lógico que houve conflitos em alguns casos, mas democraticamente eu decidi por vocês. O decreto deve sair semana que vem", disse Bolsonaro em sua live.

Bolsonaro disse, ainda, que irá convidar integrantes da bancada da segurança púbica, conhecida como bancada da bala, para participar do evento de assinatura do decreto e aproveitou para prometer "novas medidas" relacionadas à segurança pessoal. Dentre as medidas está um projeto, inspirado em uma proposta de 2012 apresentada pelo deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB-SC), que revoga o Estatuto do Desarmamento, facilitando o acesso a armas de fogo e munições.

"Outros decretos sobre isso virão. E pretendemos apresentar rum projeto de lei, ouvindo o deputado Peninha, que tem o PL 3722. A gente quer simplificar o PL do Peninha, vamos ouvi-lo e, em sendo um projeto nosso [do governo] nós temos como pedir urgência constitucional e tramita mais rapidamente", afirmou.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email