Bolsonaro desafia a Constituição brasileira e sugere sessões do STF precedidas por orações evangélicas

A carta magna determina que o estado brasileiro é laico, mas Bolsonaro finge ignorar as leis

(Foto: ABr | Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Jair Bolsonaro defendeu neste sábado a indicação de um evangélico à próxima vaga de ministro Supremo Tribunal Federal e sugeriu uma violação ao princípio da laicidade do estado, garantida pela Constituição brasileira. "Imaginem, no Supremo Tribunal Federal, as sessões começarem com uma oração por parte desse ministro [que será indicado por mim]?", afirmou. Confira:

Saiba como apoiar o documentário "A história secreta da cloroquina", que será produzido por Joaquim de Carvalho, na TV 247.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email