Bolsonaro determina por decreto que postos informem composição do preço de combustíveis

Jair Bolsonaro assinou um decreto que obriga postos de gasolina a informar a composição do valor cobrado por combustíveis na bomba

Bomba de combustíveis em posto da Petrobras no Rio de Janeiro
Bomba de combustíveis em posto da Petrobras no Rio de Janeiro (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro assinou nesta segunda-feira (22), um decreto que obriga postos de gasolina a informar a composição do valor cobrado por combustíveis na bomba. Os postos também deverão detalhar informações sobre programas de fidelização

A Secretaria-Geral da Presidência alega que os consumidores terão mais clareza dos elementos que resultam no preço final.

O decreto também obriga os postos a dispor informações sobre os descontos vinculados ao uso de aplicativos de fidelização, informa a Secretaria-Geral, em nota.

A norma deve ser publicada no Diário Oficial da União de terça-feira (23), informa a Folha de S.Paulo.

O temor de Bolsonaro é que a insatisfação com os altos preços dos combustíveis leve a uma nova greve de caminhoneiros, como a que paralisou o Brasil em 2018.

O governo teme também um desgaste ainda maior da imagem do presidente com o aumento da insatisfação da população pelo aumento do custo de vida que a alta dos preços dos combustíveis acarreta.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email