Bolsonaro diz em live que é preciso 'investir em pesquisa', mas cortou 30%

Um dia após os protestos contra os cortes nas universidades e institutos federais, o presidente Jair Bolsonaro disse em live no Facebook que o país "tem que investir em pesquisa"; ele também voltou a atacar os manifestantes, dizendo que foram às ruas manipulados por partidos e sindicatos

Bolsonaro diz em live que é preciso 'investir em pesquisa', mas cortou 30%
Bolsonaro diz em live que é preciso 'investir em pesquisa', mas cortou 30%

247 - Em sua transmissão semanal pelas redes sociais, o presidente da República Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (16), um dia após os protestos contra os cortes nas universidades e institutos federais, que o país "tem que investir em pesquisa".

"O Brasil tem uma economia baseada em commodities. Israel vive por que investiu em ciência e tecnologia, e nós não fizemos isso", disse Bolsonaro, que determinou o corte de 30% no orçamento dos institutos e universidades federais, atingindo, segundo reitores, de 15,8% a 54% das verbas destinadas a gastos como pesquisa.

Bolsonaro voltou a atacar os manifestantes, dizendo que foram às ruas manipulados por partidos e sindicatos. Ontem, Bolsonaro chamou os manifestantes de "idiotas úteis" e "massa de manobra".

Fazendo a transmissão em Dallas, Bolsonaro aproveitou para criticar o prefeito de Nova York. A homenagem que Bolsonaro recebeu em Dallas era para ter sido em Nova York, mas uma campanha do prefeito novaiorquino, o democrata Bill de Blasio, levou ao cancelamento da cerimônia na cidade por conta das declarações racistas e homofóbicas de Bolsonaro.

"O prefeito está agindo como um garoto de centro acadêmico (...) eu não iria a uma cidade onde o prefeito está organizando manifestações contra mim", disse.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247