Bolsonaro diz que ação da PF contra Bivar foi feita "da melhor maneira possível"

Jair Bolsonaro comemorou a ação da Polícia Federal contra o presidente do seu próprio partido, Luciano Bivar, numa ação que despertou suspeitas sobre uso particular da instituição para a busca de ganhos políticos e econômicos. Bivar e Bolsonaro brigam pelo controle de um fundo partidário que terá mais de R$ 400 milhões em 2020

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro avalia que a operação da Polícia Federal que cumpriu mandados de busca e apreensão contra o presidente do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), foi feita “da melhor maneira possível”, disse nesta terça-feira o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros.

Bolsonaro trava uma guerra com Bivar dentro do PSL e, junto com parlamentares descontentes do partido, pediu uma auditoria nas contas da legenda. O porta-voz disse que o presidente tomou conhecimento da operação na manhã desta terça-feira.

Bivar foi alvo de busca e apreensão no âmbito da investigação que apura se houve desvio de recursos do fundo eleitoral na campanha do ano passado por meio de candidaturas-laranja. A defesa do presidente do PSL disse estranhar a operação desta terça-feira.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247