Bolsonaro diz a aliados que exagerou ao falar sobre “pólvora”, mas que também disse "algumas verdades"

Jair Bolsonaro teria dito a aliados que não citou nominalmente o presidente eleito dos EUA, Joe Biden, quando disse que “quando acaba a saliva, tem que ter pólvora”. Ele, porém, afirmou que falou “algumas verdades” no polêmico discurso desta terça-feira, quando também usou a palavra "maricas"

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro tentou minimizar junto a aliados o efeito da declaração que teve o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, como alvo. 

Segundo reportagem do blog da jornalista Bela Megale, do Globo, ele teria dito que não citou Biden nominalmente quando afirmou que “quando acaba a saliva, tem que ter pólvora”

Bolsonaro, porém afirmou que teria dito “algumas verdades” no discurso feito na terça-feira (10) e repetiu que sua vida teria virado uma “desgraça” e que o seu trabalho não é reconhecido. 

Na mesma fala, ele minimizou a pandemia e usou a palavra um termo homofóbico - "maricas" - para defender que não podemos temer a morte em decorrência do coronavírus, pois é algo natural.

"Todos nós vamos morrer um dia, aqui todo mundo vai morrer um dia... Não adianta fugir disso, da realidade. Tem que deixar de ser um país de maricas, pô”, disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247