Bolsonaro diz que TV Escola "deseduca" e faz “programação de esquerda”

“Era uma programação [da TV Escola] totalmente de esquerda, ideologia de gênero, dinheiro público para ideologia de gênero. Então, tem que mudar", afirmou Jair Bolsonaro ao defender o fim do contrato do Ministério da Educação com a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto

(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro (Sem partido) atacou a TV Escola nesta segunda-feira (16) ao defender o fim do contrato do Ministério da Educação com a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp). 

Segundo o militar, a emissora "deseduca" e atacou o educador Paulo Freire, patrono da educação brasileira, chamando-o de 'energ[umeno' (leia mais no Brasil 247). “Você conhece a programação da TV Escola? Deseduca”, afirmou.

“Era uma programação [da TV Escola] totalmente de esquerda, ideologia de gênero, dinheiro público para ideologia de gênero. Então, tem que mudar. Reflexo, daqui a 5, 10, 15 anos vai ter reflexo. Os caras estão há 30 anos [no ministério], tem muito formado aqui em cima dessa filosofia do Paulo Freire da vida, esse energúmeno, ídolo da esquerda", disse Bolsonaro na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada, enquanto conversava e fazia fotos com apoiadores.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247