‘Bolsonaro e seu desgoverno não estão sendo enfrentados pelas nossas lideranças’, afirma Franklin Martins

Ex-ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência, Martins disse que “as lideranças podem se articular e mostrar luz no fim do túnel, mas precisam sentar para conversar”. “Tem que encarar o presente e apontar para o futuro”, afirmou. Assista na TV 247

Jornalista Franklin Martins
Jornalista Franklin Martins (Foto: Brasil 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ex-ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Franklin Martins, em participação no Pauta Brasil, retransmitido pela TV 247, afirmou que as “nossas lideranças” não estão enfrentando o “desgoverno” Jair Bolsonaro como deveriam.

Para ele, “vivemos um processo gravíssimo e ele se agudizou com a pandemia. Bolsonaro partiu para o negacionismo, um desgoverno que agride os direitos humanos, e estamos assistindo a esse processo. Nossas lideranças não estão enfrentando essa situação”.

De acordo com Martins, é necessário diálogo entre os partidos de oposição ao governo federal para articular estratégias em defesa do Brasil e para a eleição presidencial de 2022. “Temos que impedir que eles continuem a destroçar o povo. O que temos que enfrentar é o Bolsonaro, que coloca o país em riscos que não assistimos há tempos. As lideranças podem se articular e mostrar luz no fim do túnel, mas precisam sentar para conversar. Temos que enfrentar algo mais importante, que é apontar a necessidade de não deixar esse desgoverno continuar destruindo o país. Isso não é simples. Tem que encarar o presente e apontar para o futuro”, sugeriu Franklin.

O Pauta Brasil, programa da Fundação Perseu Abramo, recebe especialistas, lideranças políticas e gestores públicos para discutir os grandes temas da conjuntura política brasileira. Os debates são realizados às segundas, quartas e sextas-feiras, sempre às 17h, e transmitidos ao vivo pela TV 247.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email