Bolsonaro exonera coordenadora da área que monitora devastação da Amazônia

Lubia Vinhas é demitida dias após o Inpe mostrar aumento recorde do desmatamento na Amazônia para o mês de junho

Lubia Vinhas é demitida dias após o Inpe mostrar aumento recorde do desmatamento
Lubia Vinhas é demitida dias após o Inpe mostrar aumento recorde do desmatamento (Foto: Academia Brasileira de Ciência)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

GGN - O governo Jair Bolsonaro exonerou nesta segunda (13) a coordenadora-geral de Observação da Terra do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Lubia Vinhas, que na semana passada lançou na imprensa dados mostrando o aumento recorde do desmatamento na Amazônia para o mês de junho. A exoneração, assinada pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, foi publicada no Diário Oficial da União.

A Observação da Terra é um setor no Inpe que monitora a devastação da Amazônia por meio do sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter). Os dados ajudar as equipes de fiscalização a identificar áreas onde pode haver crimes ambientais. A taxa oficial de desmatamento, contudo, é divulgada uma vez ao ano, por outro setor.

Leia a íntegra da matéria no jornal GGN

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email