“Bolsonaro expõe brasileiros ao risco de morrer", diz o médico infectologista Ronaldo Hallal. “Portanto, merece impeachment”

“Este governo propõe mais a circulação de armas do que a circulação de saúde, é algo muito grave, passível de impeachment”, disse o médico infectologista Ronaldo Hallal em participação no programa Bom Dia 247

(Foto: Divulgação | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O médico infectologista Ronaldo Hallal, membro da  Sociedade Riograndense de Infectologia, participou do programa Bom Dia 247 deste sábado (6) e apontou que as medidas negacionistas de Jair Bolsonaro duramente a pandemia, atuando contra o isolamento social e na defesa de medicamentos que não possuem eficácia alguma no combate à pandemia, dão margem para a abertura de um processo de impeachment. 

“Este governo propõe mais a circulação de armas do que a circulação de saúde, é algo muito grave, passível de impeachment”, disse o médico. 

Ele ressaltou que Bolsonaro “vira as costas o tempo todo para comunidade científica e expõe a população ao risco maior de contaminação”. 

Inscreva-se na TV 247, seja membro e assista à entrevista:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email